abril, 2022

29abr9:00 pm10:30 pmOs Anos que Abalaram o (Nosso) Mundo! Teatro Art'Imagem

Detalhes do Evento

“Acorda, acorda, há uma revolução”. É assim que José M. toma conhecimento do movimento militar desencadeado na madrugada do 25 de Abril. A sua resposta, ainda ensonada, parece insólita. “Deixa-me dormir, pá, não me chateies!”.
Pelo palco e plateia passarão os dias da descoberta e da alegria de “o povo unido jamais será vencido”, do inesperado e inesquecível primeiro de Maio, a evocação de um tempo de deslumbramento e esperança em que “Nunca Portugal foi tão feliz”.
Tudo era então possível quando “o sonho comanda a vida” ainda que, depois da bela aurora e ao finar o dia primeiro, as lágrimas voltassem a aflorar os rostos desta “gente feliz” chorando os últimos mortos, nas horas amargas que Lisboa viveu junto à PIDE, quando se conquistava a nova cidade de mãos dadas com os jovens capitães, ao serviço do povo. A morte voltava a sair à rua, agora num dia sim, o dia da libertação.
Recordaremos a cidade do Porto nos primeiros dias de festa e luta com o povo na rua, ajudando a determinar o carácter revolucionário que tomou o levantamento militar, neutralizando as forças que ainda resistiam à mudança.

Os Anos que Abalaram o (Nosso) Mundo!
Teatro Art'Imagem

29 de Abril
AMAS - Auditório Municipal António Silva, Cacém
21.00h

Duração: 01.30h Faixa Etária: M/12

Mais

Organizador

teatromoscaO teatromosca é uma companhia de teatro fundada em Sintra em 1999. Produziu espetáculos com textos de Eric Bogosian, John Berger, Samuel Beckett, Francisco Luís Parreira, Gil Vicente, Gao Xingjian, Sharman Macdonald, Jaime Rocha, entre outros. Coproduziu projetos com o Centro Cultural Olga Cadaval, Theatro Circo de Braga, Casa Conveniente, CAPa, Fundação Cultursintra, Lugar Comum, Festival de Sintra, Théâtre de la Tête Noire, entre outros. Recentemente, produziu a Trilogia Norte-Americana, adaptando três dos mais influentes romances norte-americanos (“Moby-Dick”; “O Som e a Fúria”; “Fahrenheit 451”), o projeto de audiowalks “MODOS DE VER: _ _ _”, os espetáculo “Anónimo”, de Jorge Palinhos, “O Triunfo das Porcas”, a partir de texto de George Orwell, ou “O Deus das Moscas”, adaptado do romance de William Golding, com direção artística de Pedro Alves. Desde 2015, tem vindo a colaborar regularmente com a companhia francesa Théâtre de la Tête Noire, dirigida pelo encenador Patrice Douchet, em coproduções e intercâmbios. É objetivo da companhia garantir colaborações com estruturas artísticas e culturais afins, e outras instituições, de natureza diversa, de implantação local, nacional ou internacional. O teatromosca tem procurado diversificar e consolidar essa rede, envolvendo parceiros e coprodutores em todo o processo de criação dos projetos, através da sua participação em diferentes fases. Ao mesmo tempo que procura servir um circuito nacional e internacional de intercâmbio de projetos, a companhia pretende trazer para Sintra outros projetos e estruturas com quem se tem cruzado, com quem tem colaborado ou com quem tem afinidades artísticas. Desde 2017, é responsável pela gestão e programação do AMAS – Auditório Municipal António Silva, no Cacém, espaço com capacidade para 188 espetadores. Entre outros projetos, a companhia organiza anualmente o MUSCARIUM - festival de artes performativas em Sintra, assegura a tutoria do grupo de teatro Duas Senas em parceria com o Centro de Educação para o Cidadão Deficiente de Mira Sintra, e possui um projeto editorial, a moscaMORTA, que, anualmente, promove a edição de textos dramáticos originais de jovens dramaturgos portugueses ou outros textos relacionados com as artes do espetáculo.[351] 91 461 69 49 Shopping do Cacém - Rua Coração de Maria, nº1 2735-470 Cacém

Leave a Reply

Your email address will not be published.

X
X