março, 2022

17mar(mar 17)9:00 pm19(mar 19)10:30 pmFiloctetespor HIPÉRION - Projeto Teatral

Detalhes do Evento

Ao chegar morto a Tróia, pela espada de Neoptólomo, o Filoctetes de Müller não aparece como um dos heróis da guerra, mas como um cadáver que é útil à missão dos Aqueus, que serve a Guerra do Peloponeso, que não é senão a causa defendida por Ulisses. Este final pisca o olho à versão de Brecht, A Balada do Soldado Morto, em que a máquina de guerra se aproveita sempre dos heróis quer estejam vivos ou mortos.
A peça de Müller permite uma reflexão sobre as várias camadas de que é feito o nosso tecido social, colocando os humanos diante das suas próprias contradições. Neste trabalho de reescrita do texto de Sófocles, Müller reformula radicalmente as personagens originais, dando-lhes uma roupagem atual, mantendo, no entanto, uma carga dramática intensa. Mostra ao leitor/espetador um Ulisses pragmático, ardiloso e oportunista, um Neoptólomo inocente, um aprendiz que se transforma em soldado e que surge como um novo herói franco e persuasivo e um Filoctetes revoltado e traído, a “vítima política” que está para além da história.

É sobre este estado de coisas com as quais vivemos e refletimos no nosso dia a dia que a HIPÉRION Projeto Teatral traz até si um texto fundamental da Tragédia Grega, agora numa versão muito particular de Heiner Müller.

Filoctetes
por HIPÉRION - Projeto Teatral 

17 a 19 de março
AMAS – Auditório Municipal António Silva
21.00h (de quinta-feira a sábado)

Duração: 01.30h  Faixa Etária: M/14

* O espetáculo também será transmitido em direto no Ticketline Live Stage no dia 19 de março

Mais

Organizador

teatromoscaO teatromosca é uma companhia de teatro fundada em Sintra em 1999. Produziu espetáculos com textos de Eric Bogosian, John Berger, Samuel Beckett, Francisco Luís Parreira, Gil Vicente, Gao Xingjian, Sharman Macdonald, Jaime Rocha, entre outros. Coproduziu projetos com o Centro Cultural Olga Cadaval, Theatro Circo de Braga, Casa Conveniente, CAPa, Fundação Cultursintra, Lugar Comum, Festival de Sintra, Théâtre de la Tête Noire, entre outros. Recentemente, produziu a Trilogia Norte-Americana, adaptando três dos mais influentes romances norte-americanos (“Moby-Dick”; “O Som e a Fúria”; “Fahrenheit 451”), o projeto de audiowalks “MODOS DE VER: _ _ _”, os espetáculo “Anónimo”, de Jorge Palinhos, “O Triunfo das Porcas”, a partir de texto de George Orwell, ou “O Deus das Moscas”, adaptado do romance de William Golding, com direção artística de Pedro Alves. Desde 2015, tem vindo a colaborar regularmente com a companhia francesa Théâtre de la Tête Noire, dirigida pelo encenador Patrice Douchet, em coproduções e intercâmbios. É objetivo da companhia garantir colaborações com estruturas artísticas e culturais afins, e outras instituições, de natureza diversa, de implantação local, nacional ou internacional. O teatromosca tem procurado diversificar e consolidar essa rede, envolvendo parceiros e coprodutores em todo o processo de criação dos projetos, através da sua participação em diferentes fases. Ao mesmo tempo que procura servir um circuito nacional e internacional de intercâmbio de projetos, a companhia pretende trazer para Sintra outros projetos e estruturas com quem se tem cruzado, com quem tem colaborado ou com quem tem afinidades artísticas. Desde 2017, é responsável pela gestão e programação do AMAS – Auditório Municipal António Silva, no Cacém, espaço com capacidade para 188 espetadores. Entre outros projetos, a companhia organiza anualmente o MUSCARIUM - festival de artes performativas em Sintra, assegura a tutoria do grupo de teatro Duas Senas em parceria com o Centro de Educação para o Cidadão Deficiente de Mira Sintra, e possui um projeto editorial, a moscaMORTA, que, anualmente, promove a edição de textos dramáticos originais de jovens dramaturgos portugueses ou outros textos relacionados com as artes do espetáculo.[351] 91 461 69 49 Shopping do Cacém - Rua Coração de Maria, nº1 2735-470 Cacém

Leave a Reply

Your email address will not be published.

X
X