A Descampado foi criada por um conjunto de estruturas de criação e programação de artes performativas, sediadas em diversos pontos do país, com espaço de trabalho próprio e com grande capacidade de intervenção nos territórios onde atuam.

Estas estruturas combinam a sua atividade de criação com programas de formação, mediação de públicos, considerável capacidade de programação e de difusão de projetos de outros, nomeadamente através da realização de festivais internacionais.

A atividade que desenvolvem tem tido impacto na transformação das comunidades em que se inserem, aumentando a participação e exigência dos públicos mas também contribuindo para a visibilidade e crescimento dos seus pares.
As experiências de internacionalização geraram a necessidade de afirmação do seu trabalho nestes circuitos e a sua união, em rede, configura um modelo apoiado em princípios de sustentabilidade, de partilha e gestão conjunta de recursos que pretende contribuir para a viabilidade e responder à necessidade da atividade artística profissional em todo o território nacional.

OBJETIVOS

A Descampado tem por objetivos ampliar a visibilidade e longevidade de espetáculos de companhias associadas, permitindo a planificação de carreiras e circulação de projetos com maior antecedência;

A constituição de uma rede de comunicação que permita a troca de informações e contribua para a maior difusão dos espetáculos dos seus associados;

Maior sustentabilidade através da utilização partilhada dos recursos técnicos, cuja gestão em plataforma online dedicada que elenca os mesmos e a sua disponibilidade a cada momento, permite a sua valorização em reciprocidade;

A realização de cocriações entre as estruturas associadas;

A realização de um festival itinerante e/ou cocriações, sem descartar a possibilidade de colaborações internacionais;

Acolher residências e/ou ensaios, em espaço próprio, conforme a disponibilidade e capacidade de cada companhia, contribuindo para uma gestão eficiente e sustentável;

A criação de um canal online de opinião e de divulgação das atividades dos associados;

O estabelecimento de parcerias para a construção de projetos de angariação de financiamento seja em redes nacionais e/ou em redes internacionais, como seja a Europa Criativa;

Contribuir para discussão, junto da tutela, de assuntos relevantes para as estruturas associadas como sejam a definição do modelo de apoio às artes performativas, do estatuto do profissional da cultura, a criação da figura de companhia residente, entre outros.

X
X